flipbooks

Hoje em múltimedia começamos o novo projecto para este periodo, que será sobre animação. Ainda hoje o stor mostrou-nos alguns tipos de animação 2d sem recorrer a computadores, tais como o fenaquistiscopio, que foi criado por Joseph-Antoine Ferdinand Plateau em 1822

 o zoótropo que foi criado por William George horner em 1834 e que consiste num cilindro com ranhuras proporcionando ver a animação a acontecer quando este gira sobre um eixo

e a que eu mais gostei (e que acho que toda a gente conhece ou ja ouviu falar desta) o flipbook. Sobre este deixo alguns exemplos que encontrei no youtube.

e um dos mais interessantes

Anúncios

leather

Desta vez apresento-vos alguém que não trabalha nem nos suportes, nem com os materiais habituais.

Este artista de nome Mark Evans só trabalha com couro, e a maneira que ele arranjou para conseguir criar imagens em cima deste suporte foi através de facas e pequenos bisturis, com os quais vai cortando e raspando, até conseguir o tom que quer.

Estes trabalhos podem demorar meses a concluir, mas no final o resultado acaba por ser surpreendente.

E a minha preferida…

comentem.

banksy

estreou ontem em vários cinemas do Reino Unido o documentário de Banksy.

O artista ingles que ninguem conhece decidiu fazer um documentário sobre street art mostrando como faz algumas das suas intervenções bem como todos os precalços que acontecem.

aqui está o trailer de exit through the gift shop

espero em breve poder ver este documentário

Visita ao Fantasporto

O grupo de Área de projecto cinarte, ao qual pertenço, está a organizar uma visita ao festival de cinema fantástico do Porto, mais conhecido como Fantasporto. A visita irá se realizar no dia 4 de março e iremos ver o filme La herencia de Valdemar cujo trailer é este .

Espero que todos gostem do filme, e que a visita seja do agrado de todos

Xilogravura

Para o meu trabalho de oficina de artes  decidi desenvolver algumas gravuras, neste caso xilogravuras. para quem não sabe uma xilogravura consiste num processo de impressão de imagens em que a matriz é a madeira. A partir de uma prancha de madeira desenhamos o que queremos gravar, e depois com a ajuda de goivas escava-se o que se quer deixar a branco e o resto deixa-se em relevo para que quando se passar o rolo de impressão com a tinta esta não penetre no que escavamos anteriormente. Tal como na técnica de gravura em zinco, as imagens criam-se através de contrastes ou tramas.

Depois de alguma pesquisa na Internet, e por falta de imagens, acabei por recorrer a um dos gravadores mais conhecidos, M. C. Escher, e foi ai que tive uma agradável. Não só descobri que o  impulsionador desta paixão que Escher tinha pela gravura era português, e também que uma das técnicas que este mais utilizava era a xilogravura.

Depois disto aqui vão algumas das suas xilogravuras.

estas ultimas foram as que mais me impressionaram,não só pelo trabalho que dão a realizar mas também pela imagens que o gravador cria.

e a minha preferida…

comentem

outra vez as mãos

Aqui estão algumas imagens que se as tivesse visto quando estavamos a fazer o trabalho sobre as mãos para multimédia me teriam facilitado o trabalho imenso.

Por exemplo este anúncio a uma marca de desinfectante para as máos:

esta sobre o terrorismo…

… e sobre a violência que dai se gerou.

e esta apenas para nos sentir-mos mal com o nosso trabalho…..

John Ryan Solis

Aqui vai mais um ilustrador desta vez americano de new jersey chamado  john ryan solis.

faz muitas ilustrações em que desenha cabelo de uma forma espetacular

mas as minhas preferidas são as dos skatebords, nas quais adoro a  forma como o ilustrador cria a textura da lixa da parte superior do skate, no desenho.